Papa à Comunidade Shalom: quebrem os espelhos e olhem para fora

Posted · Add Comment
 

Cerca de três mil jovens, famílias e sacerdotes da Comunidade Católica Shalom, oriundos de mais de 26 países, se encontram em Roma entre os dias 3 e 9 de setembro para celebrar os 35 anos da Comunidade. Na manhã desta segunda, o Papa os recebeu em audiência na Sala Paulo VI.

O fundador da Comunidade, Moysés Azevedo, dirigiu uma saudação em italiano ao Papa. A audiência consistiu em perguntas de jovens de várias nacionalidades e as respostas do Santo Padre. O Brasil foi representado por Mateus, de 22, que foi viciado em drogas e se converteu. A ele, o Papa perguntou quem foi melhor: Pelé ou Maradona?

Em clima descontraído, o Pontífice falou do anúncio do Evangelho, dos perigos da autorreferencialidade e do papel dos jovens na Igreja e na sociedade.

Quebrar os espelhos

“A cultura em que vivemos é muito egoísta, tem uma dose muito grande de narcisismo”, constatou Francisco, falando da consequência dessa cultura: contemplar a si mesmos e, portanto, ignorar os outros.

“O narcisismo produz tristeza, porque significa maquiar a alma todos os dias. É a doença do espelho. Quebrem os espelhos, jovens”, exortou o Papa. “O espelho engana. Olhem para fora, para os demais, fujam dessa cultura que vivemos, que é consumista e narcisista. E se quiserem olhar para o espelho, olhem para rir de si mesmos. Saber rir de si mesmo, isso nos dá alegria.”

 

Diálogo, promessa de futuro

Como conselho à Comunidade, Francisco apontou a necessidade do diálogo entre os jovens e os membros mais antigos. “É preciso passar a herança, o carisma, a vivência interior de vocês. Um dos desafios que este mundo nos pede é o diálogo entre os jovens e os idosos. Os jovens necessitam escutar os idosos para ouvir a sabedoria que chega do coração e os impulsiona adiante. Animem-se neste diálogo, que é promessa de futuro.”

O Papa concluiu com mais uma brincadeira, desta vez envolvendo o fundador. “Ao responder esta última pergunta fiquei com uma dúvida: Moysés é jovem ou idoso?” “Sou como o Senhor, Santo Padre”, respondeu Moysés, enquanto os integrantes da Comunidade gritavam “jovem”.

Convenção Shalom

Na parte da tarde, a Comunidade abre o Congresso Internacional de Jovens Shalom com a Santa Missa às 16h na Basílica de São João de Latrão. No dia 5 de setembro, o Congresso segue com palestras, shows, momentos de oração, além de pregação do fundador da Comunidade a partir das 9h, no Auditorium della Conciliazione em Roma. A missa será presidida pelo Prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, Cardeal Kevin Farrell.

No dia 7, a Convenção vai até Assis, a 130 quilômetros de Roma. O pregador da Casa Pontifícia, Frei Raniero Cantalamessa, ministra palestra para os participantes, a partir das 14h30, na Basílica papal de São Francisco. No dia 8, a programação se volta para a Liturgia Mariana pela Festa da Natividade de Nossa Senhora, a partir das 13h30, na Basílica Santa Maria Maior, em Roma. No dia 9, com conclusão do evento, um novo envio missionário através da pregação do padre francês Daniel-Ange com o tema “O Espírito Santo te envia à missão” e missa presidida pelo Cardeal Lorenzo Baldisseri, a partir das 9h, na Basílica de São Paulo fora dos muros.

A Comunidade

A Comunidade Católica Shalom, reconhecida pela Igreja Católica como Associação Internacional Privada de Fiéis, nasceu em Fortaleza (Brasil), em 9 de julho de 1980, através do jovem de 20 anos, Moysés Azevedo, que quis dar, como presente a Deus, sua vida e sua juventude ao serviço da Igreja para a evangelização de outros jovens. Isso aconteceu por ocasião da visita de São João Paulo II ao Brasil naquele ano.

Exatamente dois anos depois, foi inaugurado o seu primeiro Centro de Evangelização, que surgiu como uma lanchonete para evangelizar os jovens. Desde então, partindo do Brasil e chegando atualmente a 30 países, desenvolve trabalhos de evangelização variados, sempre tendo como protagonistas os jovens.

Em vista da peregrinação à Cidade Eterna, a Penitenciaria Apostólica do Vaticano concedeu aos milhares de fiéis a indulgência plenária.

 

Rádio Vaticano